Menu

Image Map

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Poema / Adaptação das suculentas.


  Bom dia pessoal!!!


  Espero que estejam todos bem, mais uma nova semana que se inicia cheia de tarefas para fazer e ainda me aventurando no mundo do crochê e tricô, que se der certo mostro para vocês.

  E hoje o ultimo titulo sugestão que é da amiga Camomila rosa .

O tempo e a teia.



Ela foge, ela não é presa por nada, quero agarra-la, mas ela está distante, o horizonte mostra o que meus olhos não conseguem ver, esta teia, que quero agarrar, quero prender,
Quero ela pra mim, para mandar conforme meu desejo.
Mas minhas mãos se aproximam e ela foge novamente,
eu corro atrás dela, e ela mais ainda.Tão ligeira, que meus pés já estão velhos e cansados.
Minhas rugas já começaram a aparecer
e eu ainda corro atrás desta teia.
Uma teia que sempre esteve a minha disposição,
mas eu não enxergava.
E agora, meus olhos cansados vêem que esta teia era o tempo,
que estava sendo dado em meras xícaras de presente, sendo dosadas conforme eu podia ter,
mas só agora com os olhos cansados eu enxergo o que passei a vida inteira para enxergar com olhos bons, não posso agarrar esta teia chamada tempo.


..................................................................................................................................................................


E agora vamos a plantinha, ou seja a dica de hoje para se ter suculentas. são dicas que estão funcionando muito bem com minhas suculentas e cactos, e também lembrando que o clima aqui é frio. Sempre observe o clima  de sua região.



  Semana passada recebi uma pergunta sobre uma suculenta que estava ficando roxa, vi as fotos pelo Tumblr e percebi que nas primeiras fotos o tom do verde da suculenta estava um verde bem clarinho, suponho que ela estava em local sombreado e aí é a minha dica para quem não tem experiência com estas plantinhas.
  Quando vamos ás floriculturas, geralmente elas não terão a iluminação necessária que tem quando estão nas estufas onde são propagadas, e aí mora o perigo.
  Quando compramos direto do produtor, em que a plantas estão em uma estufa, você pode colocar no sol, contudo quando elas estão em floriculturas, que são aquelas salinhas fechadas com iluminação artificial, então quando você levar a suculenta ou cacto você terá de fazer uma adaptação.
  Ou seja colocar ao sol gradativamente, a cada semana colocar em local com um pouco mais de horas de sol direto, até então o cacto ou suculenta começar a ter uma coloração saudável.
  Mesmo cactos e suculentas quando não estão acostumados á um lugar apropriado com muita luz, ficam com uma coloração verde bem clara, e também se esticam á procura de luz, quando a planta fica roxa , como foi o caso da suculenta da amiga, ela também recebeu água em demasia.
  Então quando adquirir uma suculenta ou cacto, veja o local que ela está, e assim poder julgar o que ela precisará quando for para sua casa, e fazer uma adaptação.

                                                                                                  Simone Felic


E bom cultivo!!!

E ótima semana á todos.

Veja também! Codonanthe epidendrum.

35 comentários:

  1. Lindo poema sobre o Tempo e a Teia Simone!
    Para mim igualam-se,pois desejamos agarrá-los,mas fogem apressadamente e para isso precisamos saber aproveitar principalmente o tempo,enquanto está ao alcance de nossas mãos.
    Adorei a dica das suculentas.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. El poema me ha encantado esa web que no se deja ver, y el consejo es muy muy bueno y muy a tener en cuenta. Un saludo desde Plantukis

    ResponderExcluir
  3. Simone mais um lindo poema para nós, dica importante sobre a suculentas, Simone bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não me adaptei com as suculentas. Mas eu não desisto, assim que passar as férias de julho quero comprar novas plantinhas e ver se acerto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Si!
    Que poema lindo, e lindo também o nome que a Camomila escolheu!
    Eu já desisti das suculentas pq não tenho tido sorte com elas kkk
    Bjssss amiga e uma semana maravilhosa e abençoada p/vcs! Bjsss

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, minha linda escritora!
    Belo poema, parabéns1
    A cada dia eu aprendo uma dica nova com vc, valeu por mais essa dica!

    Abençoada semana junto a sua família!
    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi Simone
    Está se tornando uma poetisa muito boa, e suas dicas sobre as suculentas foram de muita utilidade, pra quem aprecia estas lindinhas como eu.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Simone
    Parabéns pelo belo poema
    Vou passar essas ótimas dicas para o meu filho quem vários vasos de suculentas
    Ele ama essas plantinhas mas cultiva-as em pequenos vasos no apartamento
    Uma semana iluminada
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que lindo tudo! Vim agradecer teu carinho por lá! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Simone.
    Que belo poema, e o titulo muito bem dado. Uma feliz terça- feira, enorme abraço.

    ResponderExcluir
  11. Oi Simone, bom saber desses detalhes para cultivar uma suculenta. Acho engraçado quando elas se esticam para receber a melhor iluminação. E seu poema é muito bonito.
    Gosto do seu blog. Aprendo muito por aqui a ter mais cuidado com minhas plantinhas.
    Tudo de bom querida,bjsss

    ResponderExcluir
  12. Oi, Simone, que novidade boa essa saber que está se aventurando pelo universo da poesia!
    Amei saber, assim como já aprecio demais suas dicas sobre as plantinhas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi Si que lindo poema!!
    As dicas para quem cultiva suculentas são essenciais cuida-las de maneira adequada!
    A fotinha de suculentas está lindas!
    Beijos Si uma ótima semana!
    http://detudoumpoucosil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá Simone
    Eu tenho muita vontade de ter uma suculenta, acho tão linda, mas tenho medo de não saber cuidar.
    Seus posts são verdadeiras aulas eu aprendo muito e sou muito grata a vc pela gentileza em compartilhar.
    Lindo seu poema, parabéns :)
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Pois é as plantas precisão sempre de um tempo de adaptação ao novo "lar".
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  16. Sempre óptimas dicas querida!
    Também ficaria preocupada se as minhas plantinhas estivessem ficando roxas! Mas é necessário que se adaptem às novas casas!
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  17. Lindas palavras sobre a tempo/teia !
    Todas temos que nos adaptar ao ambiente...mas as vezes é difícil...
    Beijocas !
    Anna

    ResponderExcluir
  18. Lindo poema, Simone! Já escutou as pessoas comentando que à medida que os anos chegam a vida parece passar mais depressa?

    Logicamente isso é ilusão, mas uma vez que a vida chega na sua segunda metade começamos a perceber que já não temos tanto tempo para realizar todos os sonhos de nossa infância e adolescência.

    Correr atrás do tempo, nessa fase da vida, é uma corrida sem glórias.

    Grande abraço, menina!

    ResponderExcluir
  19. Muito legal a reflexão do poema. Também o título combinou direitinho...
    Aproveitar o tempo é sábio!
    Gostei das suculentas...
    Bjs e boa 3ª feira...

    ResponderExcluir
  20. Muito bom a reflexão! E a dica da plantinha também florzinha.
    Te desejo um ótimo dia. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Si, o poema é lindo!!!

    bjokas e uma terça abençoada pra vc =)

    ResponderExcluir
  22. Que lindo poema! Adorei as dicas de cultivo de suculentas! Sempre erro a mão!


    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    ResponderExcluir
  23. Gostando de sua veia poética!
    muita ternura em sua escrita!
    e suculentas, me apaixonei por elas
    e você sempre da boas dicas
    meu próximo projeto é te-las comigo
    aqui as mudinhas são caras,
    mas vai valer a pena o investimento

    beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Oi Simone
    Belo poema e esse vaso de suculentas que coisa mais linda.A foto perfeita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi Simone,
    Escrever é muito bom, não é mesmo!Parabéns!
    Suas suculentas estão lindas, viçosas!
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde Sí!

    Vc está arrasando nos poemas, ameiii!
    Nossa, vou falar pra minha sogra essa sua dica sobre as suculentas, ela anda se aventurando nesse universo, vai gostar de saber!!

    Fiquei muito preocupada com o fato de vc ter usados os produtinhos para evitar as estrias e mesmo assim elas vieram... Será que comigo tb será assim Sí?

    Beijos, linda semana, quero ver suas criações de crochê viu

    ResponderExcluir
  27. Olá, Simone.
    É isso: o tempo é uma teia macaca de fujona ;)

    Essa dica para as plantas está óptima, ainda que as suculentas sejam resistentes, há que ter algum cuidado e não abusar =))

    bj amg

    ResponderExcluir
  28. Camomila é especial aqui na blogosfera! É a Fadinha do B. Simone, belas e ótimas dicas! Amei! beijinhos!em!

    ResponderExcluir
  29. O tempo anda lado a lado com a gente, quando percebemos ele passou tão rápido e não temos como pará-lo, adorei seu poema e da suas dicas para as suculentas...

    ResponderExcluir
  30. Achei lindo teu poema Simone!
    Queria essa suculenta pra mim... parecem florzinhas, amei!
    bjus amiga, bom dia!

    ResponderExcluir
  31. Simone...gostei desse texto com sabor a um tempo...que por vezes se não tem!
    Minhas suculentas estão lindas!
    Obrigada pelas dicas e adorei esse arranjo!
    Bj

    ResponderExcluir
  32. Oi,Si, lindo poema. "Tempo, tempo, tempo, és um senhor tão bonito..." como diria Caetano.
    Que suculentas mais delicadas!!!
    Grata pelas dicas. Bjs

    ResponderExcluir
  33. Boa noite, colega Simone!
    Lindas palavras, ótimas dicas. :)
    Ei, moça!
    Tem postagem nova em "GAM Dolls (2)". Passe por lá e confira! O conteúdo está bem interessante.
    Ficarei feliz com tua visitinha e comentário, sempre tão gentis.
    Te desejo uma sexta supimpa.
    Abraço pra você! :)

    ResponderExcluir
  34. Linda essa suculenta, tu já sabes que não tenho sorte com elas, não sei cuidar ou não tenho sorte.
    Bacana o tempo e A TEIA,
    ASSIM MESMO! BJ

    ResponderExcluir
  35. Simone, olá!
    A inspiração poética está a mil por aqui e muito bem, com um tema bem oportuno. Gostei muito, do poema e da dica sobre a suculenta.
    Um beijinho querida e ótimos dias.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo!
Postagens quartas e domingos.
Seguidas sempre serão retribuídas.
Perguntas sempre serão respondidas,
Contato também no Face e Instagram, me segue lá.
E não esqueçam de curtir a fã page.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...